Ontem a noite embarcamos em um avião no Aeroporto Internacional de Belém e, após um voo de aproximadamente 1 hora e 20 minutos, aterrissamos em Santarém – Pará.

A cidade, fundada em 1661, é uma das mais antigas da Amazônia e local onde vivem nossas sobrinhas e afiliadas Maria Fernanda e Maria Luísa :)

Do aeroporto seguimos direto a Alter do Chão, um distrito de Santarém que fica a cerca de 35km do centro da cidade.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Rodamos aproximadamente 45 minutos por uma rodovia asfaltada até chegar no local que abriga a praia mais bonita do Brasil, segundo uma publicação de 2009 do jornal inglês The Guardian.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

As ilhas com areias finas e branquinhas, banhadas pelas águas cristalinas em tom azul-esverdeadas do rio Tapajós, são responsáveis por imensa beleza, fazendo com que Alter do Chão receba o apelido de Caribe Brasileiro.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Elas são formadas durante a vazante do rio Tapajós, que ocorre entre os meses de agosto e janeiro.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Em épocas de chuvas, os bancos de areia ficam submersos e é possível fazer incursões de barco pela Floresta Amazônica.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Igreja de Alter do Chão:

Igreja de Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Igreja de Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Detalhe de um muiraquitã enfeitando a calçada de Alter do Chão:

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Barraquinhas vendendo lindas peças de artesanato local.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

A Ilha do Amor, que fica bem em frente a orla central de Alter do Chão, é um dos destaques locais e pode ser acessada por canoa.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Após pagar a taxa de R$ 5,00 iniciamos a travessia até a Ilha do Amor.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Em minutos chegamos ao destino.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ao desembarcar da pequena embarcação, caminhamos para conhecer um pouco do local.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

A Ilha do Amor conta com ótima estrutura, vários restaurantes e lanchonetes, cadeiras e mesas sob a sombra ao lado das águas do rio Tapajós.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Nos acomodamos em uma dessas mesas e ficamos curtindo a tranquilidade e beleza local até o meio da tarde.

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ilha do Amor - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Na sequência retornamos ao centrinho da vila.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

E ali assistimos a uma apresentação de carimbó, ritmo local.

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

No meio da tarde fomos até o Lago Verde, também chamado como Lago dos Muiraquitãs.

Lago Verde - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Lago Verde - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

O lago recebe este nome pois ali era comum encontrar muiraquitãs, que são pequenos artefatos talhados pelos índios em pedras verdes representando animais (normalmente sapos, peixes e tartarugas), os quais serviam como amuletos.

Lago Verde - Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Cajueiro:

Cajueiro em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pé de açaí:

Pé de açaí em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pé de açaí em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

No fim do dia seguimos ao trapiche, para apreciar outra obra prima da natureza.

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Ali nos encontramos com um simpático casal de viajantes, que também são acompanhados por um companheiro em suas viagens, no caso, um belo porquinho:

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Assistir ao pôr do sol no trapiche de Alter do Chão é algo indescritível.

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Pôr do sol em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Após o espetáculo fomos jantar, e como a culinária paraense é rica e bem diversificada, partimos experimentar outros dois pratos tradicionais: vatapá e tacacá.

Vatapá e tacacá em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Tacacá em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Além do cenário paradisíaco, Alter do Chão também sedia uma grande manifestação folclórico-religiosa, trata-se do Çairé, ou, Sairé.

Existem duas teorias sobre o princípio do festejo, que começou no século XVII.

Uma delas diz que a festa foi criada pelos índios como forma de homenagear os portugueses que colonizaram o médio e o baixo Amazonas. Como os colonizadores que aportavam nestas terras exibiam seus escudos, os índios criaram então o seu “çairé”, feito de cipó recoberto de algodão e outros adornos.

A outra hipótese indica que o evento surgiu com os padres jesuítas, que envolveram música, dança e representações da natureza, aliados aos costumes e tradições dos indígenas, para auxiliar na catequese.

Festa do Çairé 2018 em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Assim como existem duas hipóteses sobre o nascimento do Çairé, uma grande polêmica envolve a sua grafia, sendo que alguns defendem que o correto é Sairé, enquanto outros dizem ser Çairé.

Independente da real história de seu surgimento, e da forma como deve ser escrito, atualmente o Çairé é uma festa de louvor ao Divino Espírito Santo que incorpora elementos da natureza e folclore indígena.

Festa do Çairé 2018 em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Os preparativos para o Sairé começam com a procura pelos troncos que servirão de mastros, na abertura da festa. Os troncos escolhidos são enfeitados com folhas, flores e frutos, e levantados em competição acirrada entre homens e mulheres.

Festa do Çairé 2018 em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

A festa tem ainda procissões, ladainhas, torneios esportivos, apresentações de carimbó e lundu, ritmos típicos da região, e a competição dos botos Tucuxi e Cor de Rosa, valorizando uma das mais belas e tradicionais lendas da Amazônia, a lenda do boto.

Festa do Çairé 2018 em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

Como estamos no período da festa, não pudemos deixar de acompanhar a festividade durante o dia, saborear os pratos típicos regionais e, à noite, diretamente do Lago dos Botos, assistir o lindo espetáculo do boto Tucuxi, com um show de danças e encenações da lenda do boto que se transforma em homem para seduzir as mulheres.

Festa do Çairé 2018 em Alter do Chão | Santarém - PA | FredLee Na Estrada

A experiência de vivenciar o espetáculo foi incrível, tudo muito bem organizado e lindo! As duas horas de apresentação passaram num piscar de olhos. Pulamos, cantamos e nos emocionamos o tempo todo, acompanhados por uma energia incrível e imergidos pela cultura deste povo tão animado e receptivo.