Bom dia Bananal – SP!

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Após o café da manhã partimos explorar o centro histórico da pequena, pacata e acolhedora cidade localizada no Vale do Paraíba.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A história de Bananal está diretamente atrelada à construção do Caminho Novo da Piedade, estrada que foi aberta entre os anos de 1725 e 1778 ligando as capitanias de São Paulo e Rio de Janeiro.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Com a implantação de tal percurso se fez necessário a política de doação de terras ao longo de toda a sua extensão, visando não somente povoar os sertões, mas também oferecer alguma estrutura básica para os viajantes que utilizariam tais vias.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Assim sendo, em 1783 foi cedida uma sesmaria a João Barbosa Camargo e sua mulher, onde ergueram uma capela de pau-a-pique em louvor ao Senhor Bom Jesus do Livramento, originando o povoado de Bananal.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

O nome da cidade derivou do rio que corta a localidade e era chamado pelos índios puris, antigos habitantes da região, de Bananai, que significa “rio sinuoso”.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Grandes propriedades, terras férteis, clima propício e mão de obra escrava logo fizeram de Bananal a maior produtora de café no país durante a década de 1850.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A riqueza era tamanha que Bananal chegou a cunhar moedas próprias e alicerçou a economia de São Paulo e do Brasil avalizando um empréstimo da Inglaterra ao governo imperial.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Passado o Ciclo do Café as lavouras locais foram substituídas por algodão e, principalmente, pela criação de gado leiteiro.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Aos poucos Bananal foi perdendo sua reputação e importância econômica no cenário nacional, o que se acentuou em 1951 com a inauguração da Via Dutra, rodovia que se tornou a principal ligação entre São Paulo e Rio de Janeiro deixando o município fora de seu traçado.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Restou a beleza natural que cerca o município, a riqueza expressa em seu povo, seus valores, suas tradições e um belo e conservado conjunto de casario colonial em seu centro histórico.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Com toda riqueza e glamour que a cidade ostentava durante o Ciclo do Café é claro que diversos sobrados eram finamente decorados e ornamentados, principalmente com a presença dos tradicionais abacaxis (símbolo de nobreza e riqueza) em suas fachadas.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Caminhando pela área central logo chegamos na principal praça da cidade, a Praça Pedro Ramos.

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A arborizada praça, também chamada de Praça da Matriz, conta com diversos bancos, charmoso coreto e um chafariz europeu de ferro.

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

O chafariz ornamentado com elementos barrocos foi instalado em 1879 no centro da praça e possui quatro torneiras.

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Sua função era abastecer a população local com água, haja visto que a cidade ainda não contava com água encanada.

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Pedro Ramos - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Nos arredores da praça se encontram outras históricas construções, como o Solar de Luciano José de Almeida.

Solar de Luciano José de Almeida - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Solar de Luciano José de Almeida - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

O sobrado de 1847 possui características das grandes residências urbanas do século XIX e tem sua planta em formato de “U”, contando com um pátio interno para manobra de carruagens.

Solar de Luciano José de Almeida - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Solar de Luciano José de Almeida - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Em 1928 suas instalações passaram a abrigar o Hotel Brasil, que nos dias atuais encontra-se fechado.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Bem próximo da Praça da Matriz fica outra praça, a Rubião Júnior.

Praça Rubião Júnior - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Rubião Júnior - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A qual também é chamada de Largo do Rosário e fica de frente para o Solar Aguiar Vallim.

Praça Rubião Júnior - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A imponente construção de 1855 fez parte da época áurea de Bananal recebendo em seus salões nobres as principais autoridades imperiais.

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

O solar com características neoclássicas conta com diversas sacadas de ferro fundido e atualmente é sede da ABATUR (Associação Bananalense de Turismo).

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Seu interior abriga um majestoso hall e amplo salão de bailes com direito a coreto para orquestra.

Solar Aguiar Vallim - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A visitação ao local é aberta ao público, porém, devido à pandemia estava suspensa na ocasião.

Fórum - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fórum - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praticamente ao lado do solar fica o antigo fórum.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

E a Igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

O templo religioso construído durante o século XIX era utilizado para a celebração de missas aos escravos.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Na sequência passamos pela Santa Casa da Misericórdia, erguida entre os anos de 1851 e 1871, que atualmente abriga a prefeitura municipal.

Santa Casa da Misericórdia - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Santa Casa da Misericórdia - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Bananal conta com cerca de 11.000 habitantes e, além do turismo, é famosa em função dos trabalhos em crochê de barbante, produção de cachaça e doces artesanais.

Santa Casa da Misericórdia - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Santa Casa da Misericórdia - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Para facilitar o escoamento da produção de café de suas fazendas até os portos do Rio de Janeiro durante o Ciclo do Café, os fazendeiros da cidade empenharam-se na construção do ramal ferroviário ligando Bananal a Barra Mansa em um percurso de 28 quilômetros, sem nenhum auxílio do governo.

Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Em 1888 chegou à cidade a estação ferroviária importada da Bélgica, que foi montada na entrada da vila, não interferindo em seu traçado urbano.

Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Estação Ferroviária - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A estação foi erguida em estrutura metálica (inclusive o telhado, feito de chapas galvanizadas almofadadas), composta por aproximadamente 2 mil placas ajustadas por parafusos, com dois andares, assoalho de pinho de riga, sala de visitas e uma área total construída de 400m².

Locomotiva 302  Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Locomotiva 302 | Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

É considerada por arquitetos e historiadores como uma edificação singular no Brasil, talvez no mundo, executada para esta finalidade.

Estação Ferroviária - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Estação Ferroviária - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A edificação é tombada pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico de São Paulo) e chegou a ser solicitada de volta pela Bélgica, para transformá-la em museu.

Praça Dona Domiciana - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Em frente à Estação Ferroviária fica a Praça Dona Domiciana, onde uma locomotiva de número 302 encontra-se exposta.

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Conhecida a estação iniciamos nossa caminhada de volta ao hotel, passamos novamente pela Praça Pedro Ramos e fomos conhecer a Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A discreta igreja, de fachada simples com estilo colonial, foi construída em 1811.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Sua construção foi feita com paredes de taipa com 130 centímetros de largura.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Seu interior é bem decorado e conta com pinturas que utilizam uma técnica de ilusão de ótica, que imitam o mármore, o que era moda na Europa.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Também existem tribunas próximo ao altar, de onde os fazendeiros assistiam as missas.

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento - Centro Histórico | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Assim encerramos nossa caminhada pelo centro histórico de Bananal, carregamos a Formosa e partimos pela rodovia SP-247.

Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

A rodovia estadual, também conhecida como Estrada Sertão da Bocaina, segue em direção ao Parque Nacional da Serra da Bocaina e tem 35km de seu percurso asfaltado.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada de pista simples, sem acostamento e cercada por uma paisagem de tirar o fôlego, maravilha!

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

O Parque Nacional da Serra da Bocaina abrange uma área de 104.000 hectares, sendo uma das maiores áreas de proteção da Mata Atlântica do país.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Por estar localizada em um trecho da Serra do Mar, na divisa entre São Paulo e Rio de Janeiro, se estende de altitudes superiores a 2.000 metros até o nível do mar.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Por isso apresenta paisagens diversificadas e grande riqueza de fauna e flora, incluindo espécies endêmicas e ameaçadas de extinção.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

O parque nacional conta com inúmeras cachoeiras, piscinas naturais, picos e mirantes.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Como nossas férias se aproximam do fim e estamos retornando para casa, nos contentamos em apreciar tamanha beleza natural através desta estrada que merece figurar em todas as listas de rodovias mais bonitas do Brasil.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Em questão de minutos subimos mais de 800 metros por um sinuoso e íngreme trecho da rodovia.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

E avançamos por ela até chegar em uma pequena localidade, onde existem restaurantes e pousadas, além de uma antiga igreja no alto de um morro.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Sob um calor escaldante localizamos uma sombra onde a Formosa ficou repousando, enquanto nós caminhamos até a igreja.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

A bela capela em formato de chalé aparenta ser bastante antiga, pesquisamos a respeito, mas não localizamos nenhuma informação sobre ela na internet.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Por estar no alto do morro, da igreja é possível apreciar uma linda vista da Serra da Bocaina e seus arredores.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Após a contemplação nos hidratamos e retornamos à Bananal pelo mesmo trajeto da ida.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Parando no Mirante Vale da Bocaina antes do início da descida da serra.

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

A energia que paira nesta região é algo indescritível, uma sensação profunda de paz acompanhada por um cenário paradisíaco.

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Certamente voltaremos com mais tempo para explorar a Serra da Bocaina.

Mirante Vale da Bocaina | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Após um “até logo” voltamos a percorrer a encantadora rodovia, onde a Formosa deitava com elegância nas curvas e enchia o motor nas retomadas, proporcionando um agradável e admirável ronco do Twin Cam.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Neste fascinante bailar seguimos suavemente pela estrada paulista.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Cercados pelo Vale da Bocaina, aliás, Bocaina tem origem tupi-guarani e significa “caminhos para o alto”.

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Em nosso retorno paramos também para fotografar a pequena Capela de São José do Retiro, que fica às margens da rodovia.

Capela de São José do Retiro | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Capela de São José do Retiro | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

Capela de São José do Retiro | Estrada Sertão da Bocaina - Rodovia SP-247 | FredLee Na Estrada

De volta ao centro histórico de Bananal acessamos a Estrada dos Tropeiros, rodovia SP-068.

Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Pela qual rodamos poucos quilômetros até chegar na Fazenda dos Coqueiros, antiga produtora de café.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros

Local: Rodovia SP-068, Km 309 | Bananal – SP
Telefone: (12) 3116-1358
E-mail: fazendadoscoqueiros@gmail.com
Site: http://www.fazendadoscoqueiros.com.br/
Funcionamento: Terça a domingo das 9h00 às 16h00
Ingresso: R$ 15,00
Tempo médio de visitação: 2 horas

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Construída em 1885 pelo casal Cândido Ribeiro Barbosa e Joaquina Maria de Jesus, a Fazenda dos Coqueiros é outra propriedade tradicional de Bananal.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Assim que chegamos ao local fomos recebidos pela atual proprietária, Maria Elisabeth Brum Gomes, e na sequência iniciamos a visita guiada pela histórica propriedade.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A visita tem início com um ritual que era comum nos tempos áureos da fazenda: lavar as mãos dos visitantes com água refrescante exalando lavanda ou pétalas de rosas.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Na sequência fomos conduzidos por todos os cômodos do enorme casarão, onde o guia nos relatou o histórico e algumas curiosidades de cada local e seus objetos.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Os escravos da fazenda eram divididos em diversos grupos, dentre eles havia um grupo de escravos lambedores, cuja função era lamber as feridas e machucados dos nobres com a finalidade de agilizar a cicatrização.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Existiam também os escravos tigres, que eram encarregados de pegar as fezes e urinas acumuladas ao longo do dia em depósitos de madeira abaixo das janelas e carregar até um rio.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Como o fundo desses recipientes não era bem vedado, os resíduos acabavam vazando, sujando e queimando a pele dos escravos, que ficavam manchados como um tigre.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Quando as baronesas tinham filhos pequenos as escravas de 12 ou 13 anos eram obrigadas a engravidar para amamentar os filhos dos barões.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Em certa ocasião uma escrava doméstica grávida acabou falecendo devido a uma hemorragia.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Como era um dia de festa na fazenda, a baronesa mandou enterrá-la na cozinha de terra batida para ela saber que o lugar dela era na cozinha, e para os outros escravos aprenderem que não podiam morrer em dia de festa.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Devido ao pé direito alto e por contar com peças amplas, o casarão era bastante frio.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

A solução foi construir a residência sobre terra batida tendo uma base com aproximadamente 120 centímetros de altura, onde funcionava a senzala dos escravos domésticos, que eram ali amontoados e com o calor de seus corpos geravam aquecimento para o interior da casa.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Outra curiosidade da Fazenda dos Coqueiros é um banheiro construído anexo ao casarão, onde as necessidades caiam diretamente sobre um pequeno canal.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Este canal seguia pelo lado da casa até um grande fosso.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fosso que era utilizado como castigo aos escravos, que ficavam pendurados de cabeça para baixo dentro do pequeno espaço sendo sufocados com a água vinda do canal onde caiam as necessidades, até confessarem ou falarem algo que o barão gostaria de ouvir.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Para disfarçar tal castigo habitualmente o fosso contava com uma roda d’água, a qual era rapidamente retirada quando necessário.

Fazenda dos Coqueiros | Bananal - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Após conhecer a histórica fazenda, e nos impressionar com alguns relatos, voltamos a rodar pela Rodovia dos Tropeiros.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Logo chegamos em Arapeí, onde fizemos uma breve pausa para lanchar e na sequência retornamos à rodagem.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

A Estrada dos Tropeiros possui 89 quilômetros de extensão e corta o Vale Histórico por onde transitava o ouro vindo das Minas Gerais em direção ao litoral fluminense.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Foi por este percurso que Dom Pedro I passou durante a viagem realizada em 1822, a qual culminou na Independência do Brasil.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

A estrada está em bom estado de conservação e na ocasião apresentava baixo fluxo de veículos.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Ao longo de sua extensão passamos por Arapeí, São José do Barreiro, Areias e Silveiras, além de Bananal, claro.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Todas cidades pequenas, bem preservadas e com grande valor histórico e cultural.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Logo a tranquilidade da Estrada dos Tropeiros foi interrompida com o entroncamento da rodovia estadual e a BR-116.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Já na rodovia federal nos vimos cercados por um alto fluxo de veículos, em sua maioria caminhões e carretas.

Estrada dos Tropeiros - Rodovia SP-068 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

E desta forma seguimos pela Rodovia Presidente Dutra até passar pela cidade de Taubaté, onde nos despedimos da movimentada rodovia e acessamos a SP-123.

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Rodovia Presidente Dutra - Rodovia BR-116 | FredLee Na Estrada

Mal acessamos a SP-123 e carregadas nuvens negras surgiram no horizonte, exatamente na direção para a qual estávamos nos dirigindo.

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Quarta-feira, fim do dia, um calor infernal, últimos dias da Expedição 2020: Belas Rotas… ah, que se dane a capa de chuva!

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Avançamos sem colocar as capas e logo iniciamos a subida da incrível Serra da Mantiqueira, na qual subimos praticamente 1.000 metros em menos de 20 quilômetros percorridos.

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Passamos por um túnel, bailamos em diversas curvas até que, finalmente, a chuva veio nos encontrar.

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Confesso que já estava sentido saudades de nossa fiel companheira, que tem nos acompanhado em praticamente todos os dias da viagem.

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Desta vez ela foi breve, o suficiente para nos molhar e fazer nossa sensação térmica despencar com a alta altitude e vento gelado.

Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Mas foi fundamental para nos proporcionar um dos mais belos pôr do Sol que presenciamos até hoje.

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Já em Campos do Jordão paramos a Formosa no Mirante Vista Chinesa, também conhecido como Belvedere Vista Chinesa, e ali contemplamos o espetáculo protagonizado pelo Astro Rei ao se despedir em meio a diversas nuvens e uma névoa formada no Vale do Lajeado.

Mirante Vista Chinesa - Serra da Mantiqueira | Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro - Rodovia SP-123 | FredLee Na Estrada

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Depois percorremos poucos quilômetros até chegar ao Pórtico de Campos de Jordão, onde os termômetros marcavam agradáveis 18 °C (uma maravilha para quem encarou mais de 35 °C durante praticamente todo o dia).

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Uma vez na cidade tida como a Suíça Brasileira fomos em busca de um hotel.

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Devidamente hospedados brindamos o dia com um chopp de vinho!

Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada

Trajeto percorrido no dia:

Trajeto entre Bananal - São Paulo - Brasil e Campos de Jordão - São Paulo - Brasil | FredLee Na Estrada