Com a Formosa devidamente limpa e perfumada (fragrância WD-40) carregamos as bagagens, vestimos as indumentárias e partimos na primeira hora da manhã desta quinta-feira para mais uma moto expedição, desta vez a Expedição 2020: Belas Rotas.

Expedição 2020: Belas Rotas | FredLee Na Estrada

Zeramos o hodômetro parcial e nos despedimos de Erechim – RS tendo como objetivo do dia chegar em Urubici – SC.

Hodômetro parcial da Harley-Davidson Heritage Softail Classic zerado | FredLee Na Estrada

O trajeto mais curto, lógico e convencional entre Erechim e Urubici é pela rodovia BR-153 e na sequência pela BR-280, mas… estamos de férias, queremos matar a saudade de andar de moto e se temos a possibilidade de seguir por um trajeto mais longo e com mais curvas, que assim seja.

Erechim - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Acessamos então a RS-135 e seguimos sentido sul.

Rodovia RS-135 | FredLee Na Estrada

Rodamos poucos quilômetros até chegar no primeiro pare e siga da viagem. Já está virando tradição, todo início de expedição encaramos um pare e siga.

Rodovia RS-135 | FredLee Na Estrada

Como a temperatura estava amena e o céu encoberto por densas nuvens, os breves minutos que aguardamos pela liberação da pista não foram o suficiente para fritar os ovos as pernas.

Rodovia RS-135 | FredLee Na Estrada

De volta à rodagem logo chegamos no trevo de acesso a Coxilha, que também faz a ligação com a ERS-463, a qual passamos a percorrer.

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

O percurso entre Coxilha e Tapejara por esta rodovia conta com pouco mais de 30km, os quais são repletos de curvas fechadas, uma delícia para quem está de moto.

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

Vencidas as curvas cruzamos o centro de Tapejara e seguimos pela rodovia estadual.

Tapejara - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Tapejara - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Próximo de Ibiaçá fizemos a primeira pausa (de muitas) para eu regar as plantinhas às margens da rodovia e, claro, para hidratação.

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

Mais aliviado, voltei a pilotar e na sequência cruzamos o pórtico de acesso à cidade.

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

Ibiaçá - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Ibiaçá - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Passamos em frente ao Santuário Nossa Senhora Consoladora.

Santuário Nossa Senhora Consoladora | Ibiaçá - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

Santuário Nossa Senhora Consoladora | Ibiaçá - Rio Grande do Sul - Brasil | FredLee Na Estrada

E voltamos à pista, rodeada por extensas plantações.

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

Rodovia ERS-463 | FredLee Na Estrada

Depois acessamos a rodovia RS-126 que nos levou até Sananduva, a “Terra do melhor salame italiano” (ao menos é o que diz o apelido do município).

Rodovia RS-126 | FredLee Na Estrada

Ali entramos em outra rodovia estadual, a RS-343, pela qual contornamos Cacique Doble, São José do Ouro e Barracão.

Rodovia RS-343 | FredLee Na Estrada

Rodovia RS-343 | FredLee Na Estrada

Em Barracão deixamos as rodovias estaduais e adentramos na BR-470.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Percorremos cerca de 10km pela rodovia federal até chegarmos na ponte que fica sobre o exato lugar onde as águas do Rio Pelotas se encontram com as águas do Rio Uruguai, que nasce no Parque Estadual de Espigão Alto (muito próximo a este ponto da rodovia) e se torna um caudaloso rio, o qual percorre mais de 1750 quilômetros até desembocar no Mar del Plata, entre a Argentina e o Uruguai.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

E neste cenário cruzamos a primeira divisa de estados brasileiros da expedição: Rio Grande do Sul – Santa Catarina.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Uma vez em solo catarinense a Formosa (e nossas colunas) sentiram pela primeira vez durante a Expedição 2020 a sensação de rodar por uma rodovia em péssimo estado de conservação.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Por sorte o trecho ruim (bem ruim) durou pouco (cerca de 15km) e logo a estrada voltou a apresentar boas condições, nos permitindo seguir com mais tranquilidade.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Cercados por muitas plantações, belas fazendas e grandes rebanhos de gado, contornamos Campos Novos.

Rodovia BR-470 | FredLee Na Estrada

Alguns quilômetros adiante deixamos a BR-470 e passamos a percorrer a BR-282.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Contornamos Vargem.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

E adentramos na Serra Catarinense.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Depois foi a vez de passar por São José do Cerrito.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Uma curiosidade sobre este município é que pesquisadores localizaram recentemente diversas estruturas subterrâneas nesta região, as quais, segundo arqueólogos, constituem o maior conjunto de casas ou abrigos subterrâneos localizados até hoje no país.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Já foram localizadas mais de 200 estruturas (algumas medindo 7 metros de profundidade por 20 de diâmetro) datadas em cerca de 1000 anos, as quais guardam vestígios de populações que habitaram o planalto catarinense em tempos pré-colombianos.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Pois bem… na sequência passamos por Lages.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Onde o fluxo de veículos aumentou, assim como o vento, que deixou a sensação térmica mais baixa.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Mais à frente foi a vez de contornar Bocaina do Sul.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Até que chegamos ao município de Bom Retiro.

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Rodovia BR-282 | FredLee Na Estrada

Ali nos despedimos da BR-282 e passamos a rodar pela SC-110.

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Dali foram poucos quilômetros, e muitas curvas, até chegarmos em Urubici.

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Esta é a segunda passagem da Formosa pelo município catarinense.

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

A primeira se deu em 2017, clique aqui para relembrar.

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Curiosamente o tempo em ambas as ocasiões estava fechado, frio, e antecedeu à chuva.

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-110 | FredLee Na Estrada

Uma vez no centro da cidade seguimos até o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio para pegar a autorização para visitar o Morro da Igreja, que fica dentro do Parque Nacional de São Joaquim.

Urubici - Santa Catarina - Brasil | FredLee Na Estrada

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio | Urubici - Santa Catarina - Brasil | FredLee Na Estrada

Devidamente autorizados fomos em busca de um local para pernoitar.

Urubici - Santa Catarina - Brasil | FredLee Na Estrada

Pousada localizada, Formosa descarregada e com chuva no horizonte, partimos para a rodovia SC-370 rumo a tão conhecida Serra do Corvo Branco.

Rodovia SC-370 | FredLee Na Estrada

O trajeto entre o centro de Urubici e o alto da Serra do Corvo Branco (onde o asfalto é envolto por dois enormes paredões rochosos) tem aproximadamente 30km, dos quais cerca de 6km são compostos por estrada de terra e pedras soltas.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

E é claro que assim que chegamos no trecho de terra a chuva deu o ar da graça (o que explica a ausência de fotos deste agradável momento).

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Debaixo de chuva, em meio a uma densa neblina e sendo jogados de um lado para o outro da estrada por um gelado vento seguimos lentamente, com toda cautela possível e, após algumas reboladas da Formosa, chegamos a um dos locais mais desejados pelos moto viajantes: a Serra do Corvo Branco.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

A sensação de ter alcançado este local é indescritível.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

A lendária estrada foi a primeira ligação entre o litoral e a serra catarinense.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

 Leva este nome devido a presença de uma ave de rara beleza, com plumagem branca e detalhes coloridos, o Urubu-Rei, espécie desconhecida pelos habitantes locais, que a apelidaram de corvo branco.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

A impressionante garganta formada pela cadeia rochosa da Serra Geral fica em território pertencente ao município de Grão-Pará, distante cerca de 55kmde Urubici e que está a uma altitude de 110 metros acima do nível do mar.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Tendo em conta que Urubici está a 915 metros do nível do mar, dá para ter uma noção do quanto esta serra é íngreme.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Devido às condições climáticas, avançado horário (a noite já se aproximava) e falta de habilidade de quem vos escreve, decidimos não seguir pela rodovia que é asfaltada até algumas curvas adiante e depois volta a ser composta por terra e pedras.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Nos contentamos em contemplar a beleza do local (mesmo com a visibilidade bastante reduzida por conta da chuva e neblina) e adiar a aventura de percorrer o trajeto entre Urubici e Grão-Pará para uma próxima oportunidade.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Após uma série de fotos (e com a adrenalina mais baixa) nos demos conta que a chuva continuava a cair e que o vento estava muito frio, então lembramos de colocar as capas de chuva.

Rodovia SC-370 | Serra do Corvo Branco | FredLee Na Estrada

Molhados, com frio, mas com um baita sorriso no rosto encerramos o primeiro (e que dia!) dia da Expedição 2020: Belas Rotas.

Trajeto entre Erechim - Rio Grande do Sul - Brasil e Urubici - Santa Catarina - Brasil | FredLee Na Estrada