O destino escolhido para o bate e volta deste domingo foi Nova Trento – SC e o Santuário Santa Paulina.

Praticamente tudo pronto para partimos, decido conferir como está o fluxo no Waze, eis que para minha surpresa constato que o trânsito está completamente parado na BR-101 próximo a Biguaçu – SC. Acesso o Twitter da Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina e confirmo a situação:

20150201-santo-amaro-imperatriz-sc-twitter

Um acidente rompeu os cabos de energia e deixou centenas de casas sem luz na região.

O jeito foi redefinir nosso destino (quanta facilidade nos dias de hoje). Decidimos rodar para o lado oposto, e conhecer a cidade de Santo Amaro da Imperatriz – SC.

Rota: Florianópolis - SC a Santo Amaro da Imperatriz - SC

Máquina fotográfica no alforge e pneus calibrados, partimos rumo à BR-101 sentido sul. Trânsito movimentado, mas fluindo bem.

Em Palhoça – SC entramos na BR-282 e rodamos aproximadamente 15 km até chegar em nosso destino. Ainda bem que foram poucos quilômetros rodados na BR-282, pois a rodovia, de pista simples, apresentava um fluxo intenso e péssimo estado de conservação.

Santo Amaro da Imperatriz - SC

Parada para foto no pórtico da cidade, a “Capital Catarinense das Águas Termais”. Santo Amaro da Imperatriz é uma cidade pacata com aproximadamente 18 mil habitantes.

Um detalhe que nos chamou a atenção foi a atitude de um motociclista, que ao perceber que havíamos parado no local reduziu a velocidade de sua Suzuki Boulevard e perguntou se estávamos perdidos. Prontamente agradeci e disse que paramos para uma foto. Ele tornou a acelerar e seguiu seu rumo.

O fato me fez recordar o dizer que li estes dias na internet, de autor desconhecido:

“Esta irmandade tem um código de honra silencioso, quase secreto, que nunca precisou ser escrito, mas quem faz parte dela já nasce sabendo. Este código reza não deixar um irmão na estrada, não conhece o valor do dinheiro e ensina que todo motociclista merece respeito independente da marca ou cilindrada da sua motocicleta.”

Ao lado do pórtico havia uma academia ao ar livre, a qual contrastava com a paisagem rural local.

Santo Amaro da Imperatriz - SC

O cenário ao redor da cidade é fantástico:

Santo Amaro da Imperatriz - SC

Fomos em busca da Igreja Matriz, tarefa fácil, pois a mesma fica no alto e pode ser vista de praticamente todo o centro da cidade.

Paróquia Santo Amaro | Santo Amaro da Imperatriz - SC

Paróquia Santo Amaro

Local: Praça São Francisco de Assis | Centro | Santo Amaro da Imperatriz – SC
Telefone: (48) 3245-1116
E-mail: paroquiasantoamaro@terra.com.br
Missas: Terça a sábado às 19h00 | Domingo às 07h00, 09h00 e 19h00

Bonita e ampla igreja, uma pena estar fechada.

Paróquia Santo Amaro | Santo Amaro da Imperatriz - SC

Paisagem rural:

Santo Amaro da Imperatriz - SC

Passamos em frente ao C.T.G. Boca da Serra, e como bons gaúchos (não por nascimento, mas por amor a tradição), não poderíamos deixar de fotografar o local:

C.T.G. Boca da Serra | Santo Amaro da Imperatriz - SC

Casarão de 1925:

Santo Amaro da Imperatriz - SC

Os ponteiros do relógio se aproximavam das 13h00 e a fome começava a bater, então paramos no Alambique Restaurante, que nos atraiu pelo dizer “Almoço caseiro com churrasco” e pela quantidade de carros estacionados ao redor.

Alambique Restaurante | Santo Amaro da Imperatriz - SC

Alambique Restaurante

Local: Rua Intendente Leopoldo Broering, 3.314 | Vila Becker | Santo Amaro da Imperatriz – SC
Telefone: (48) 3233-0961

Acertamos em cheio! O restaurante é simples, mas oferece um delicioso buffet de comida caseira, destaque para a saborosa massa e galinha caipira, acompanhada de churrasco. Ótimo custo-benefício.

Após rodar por todo o centro da cidade e lembrar do dizer do pórtico (Capital Catarinense das Águas Termais) decidimos retornar para Florianópolis – SC.

Pórtico de Santo Amaro da Imperatriz - SC

Nem só de sol e céu azul vivem os motociclistas, e assim que chegamos em São José – SC fomos recepcionados pela chuva. Ela foi breve, mas intensa o suficiente para deixar o para-brisa e as viseiras completamente molhadas.

Na entrada de Florianópolis um motociclista de Cambé – PR nos passou, acenou e rodamos lado a lado até o Trapiche da Beira-Mar Norte, onde ele pegou a esquerda e nós seguimos reto.

Era cedo ainda, então rodamos até Jurerê Internacional para relaxar em uma sombra, com muita água fresca.

Harley-Davidson Heritage Softail Classic

Com o passeio de hoje a moto completou seus primeiros 1.000 km rodados. Que venham os próximos!

Harley-Davidson Heritage Softail Classic

Para finalizar, a Sayo aproveitou a tranquilidade do local para dar suas primeiras voltas pilotando a Harley-Davidson Heritage:

Harley-Davidson Heritage Softail Classic